Financiamento

Porquê os carros populares estão ficando mais caros

Posted on Postado em Dicas e Dúvidas

Porquê os carros populares estão ficando mais caros? Provavelmente você já deve ter notado que os carros estão ficando cada vez mais caros. O pior desse cenário é perceber que até mesmo os carros populares estão com seus preços lá nas alturas. Mas porquê é que até mesmo os carros populares estão ficando tão caros?

Muitas aconteceram durante os últimos dois anos, incluindo pandemia, alta do dólar, aumento dos impostos e um governo mais exigente. Essas e outras situações influenciam e muito no valor final de um veículo do mais básico ao mais sofisticado.

Um bom exemplo disso é o Gol, modelo de entrada da Volkswagen, em fevereiro deste ano o veículo 0 km em sua versão mais completa, trazia nada mais, nada menos que R$76 mil no seu valor de compra. Estima-se que no Brasil, já não existam mais carros novos abaixo de R$40 mil. 

Pensando neste cenário assustador, resolvemos escrever este artigo para que você possa entender de uma forma melhor, como todas essas questões podem atrapalhar um preço mais acessível de algum veículo.

Quer entender melhor porque os carros populares estão ficando mais caros? Continue acompanhando a leitura conosco. Confira.

Porquê os carros populares estão ficando mais caros

Pandemia influenciou o cenário

Desde que o COVID-19 tomou conta do mundo, houveram diversas mudanças em todos os mercados. Não foi diferente com o mercado automobilístico. Logo no início da pandemia, as montadoras tiveram que suspender suas atividades de produção. A paralisação causou um prejuízo de cerca de R$42 bilhões.

Mesmo voltando a produzir depois do meio do ano, o processo continuava lento. O que ainda não resultou em melhoras no mercado. Por causa disso, foi necessário passar por reajustes de preços diretamente nos veículos.

Ainda assim, a procura por novos veículos continuou em alta, mas havia poucos veículos. Então ocorreu o que conhecemos bem: demanda alta e menos produtos, aumento do preço final.

Além de todas essas situações, a pandemia causou escassez em diversas matérias primas necessárias para a linha de montagem dos veículos. Um ciclo.

Alta do dólar

Um veículo, mesmo que fabricado no Brasil, ainda é montado com algumas peças importadas. Nesse caso, se um produto é importado, a sua cotação é em dólar e o que aconteceu com esta moeda nos últimos anos? Isso mesmo, seu valor flutuou em comparação com o real.

Devido a margem de lucro tão baixas, as montadoras tiveram que fazer o que se espera nesses casos: aumentar o valor do produto final para que não tenha ainda mais prejuízos.

Impostos altíssimos

Como se não bastasse o aumento no dólar, os impostos estão ficando cada vez mais caros também. O Brasil é um dos países que mais cobram impostos do mundo. 

Junte isso ao fato de ser uma das cadeias tributárias mais complexas que existem. Uma vez que existem diferenças nas tributações federais, estaduais e municipais. É por esse motivo que o valor de um carro pode variar de acordo com cada estado.

Segundo um estudo recente do ano de 2021 da consultoria BDO Brasil, um carro 0 km com motor 1.0 pode ter até 36,53% de impostos aplicados. Já os veículos de 1.0 a 2.0, a porcentagem pode chegar até 43,13%.

Vamos dar um exemplo novamente de um Volkswagen Gol, mas dessa vez em sua versão mais básica e com motor 1.0. Esse modelo, custa hoje em dia cerca de R$56.190. Considerando o veículo sem impostos, o valor cairia para R$29.664.

Mais exigências

Há muito tempo atrás, produzir um veículo não necessitava de muitas exigências. Hoje, porém, com questões ambientais colocadas em pauta, há mais fiscalização para produzir veículos que emitem menos poluentes, por exemplo.

Governos de todo o mundo, incluindo o Brasil, exigem grandes metas para que veículos poluem cada vez menos. Nesses casos, para produzir um veículo menos poluente, a solução está longe de ser barata. Esse tipo de investimento tem um custo alto, que consequentemente é revertido para o preço final.

Além disso, atualmente há mais exigência em relação ao sistema de segurança dos veículos. Airbags e freios ABS são obrigatórios hoje em dia no Brasil. Até mesmo os consumidores estão ficando mais exigentes. Antes era muito comum vender veículos sem ar-condicionado, por exemplo. Hoje em dia, essa é uma das principais exigências do consumidor.

Quanto mais equipamento se exige para garantir a segurança do veículo, seja pelo gosto do cliente ou por leis governamentais, mais o custo final aumenta. E é por isso e os outros motivos que mencionamos ao longo deste artigo, que os carros populares estão ficando mais caros.

Quem é a Mais Credit Consultoria

É muito comum que algumas instituições financeiras cobram juros abusivos nos contratos, o que resulta em parcelas altíssimas. A Mais Credit existe para te ajudar nesses casos. A Mais Credit é uma empresa especialista em encontrar juros abusivos do seu financiamento. Nós te ajudamos a resolver essa situação sem precisar de muita burocracia. 

Se você tem um veículo financiado, é essencial que você faça a análise contratual dele, pois infelizmente o Brasil é um dos países que mais cobram taxas de juros abusivas do mundo.

Ao passar pelo processo de análise do contrato do seu financiamento, podemos te orientar e oferecer o melhor caminho para seguir e sair de uma vez por todas das dívidas. Esse processo é gratuito, basta entrar em contato conosco através do nosso Whatsapp (11) 96882-7012 ou até mesmo pela nossa central de atendimento 0800 580 0910.

Além disso, contamos com diversos conteúdos sobre esse e outros assuntos em nosso site. Uma vez que a Mais Credit se preocupa com o conhecimento de todos, você pode encontrar informações de fácil acesso e de forma didática em nosso Instagram e no nosso Facebook.

Em nosso canal do Youtube você consegue conhecer histórias dos nossos maiores cases de sucesso, além de outros assuntos muito relevantes sobre o nicho de financiamento de veículos.

Em nosso site, também temos um espaço dedicado aos cases de sucesso da empresa em que você pode ter acesso ao depoimento de cada um que ajudamos. Para ter acesso a essas histórias, basta clicar aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *