Negociação Extrajudicial

Negociação Extrajudicial: O Passo a Passo De Como Funciona!

Posted on Postado em Direitos do Consumidor

Negociação Extrajudicial: O Passo a Passo De Como Funciona! Se você recebeu uma notificação extrajudicial é bom entender do que se trata. Em geral, é uma maneira de resolver problemas em acordos entre o credor e o devedor. 

Com isso, é possível entrar entre as partes de maneira amigável, evitando assim, dores de cabeça com burocracia e custos mais elevados. Então, continue lendo o artigo até o final para entender como é o processo de negociação extrajudicial e suas vantagens. 

 

O que é negociação extrajudicial?

O nome já diz tudo sobre o que é uma negociação extrajudicial, mas pode ser um conceito muito complexo para algumas pessoas. 

Em geral, se trata de negociações que buscam alternativas para serem resolvidas sem precisar da ajuda do poder judiciário. Ou seja, são ações que buscam outros meios para resolver conflitos sem envolver este poder na negociação. 

Então, a ação em questão é resolvida com um acordo apenas entre as partes envolvidas e por isso é chamado de extrajudicial. Ela é utilizada muitas vezes em pequenos conflitos por gastar menos tempo e dinheiro, sendo um processo muito mais rápido. 

Afinal, quando vamos ao poder judiciário pode haver muitas burocracias e o processo acaba sendo muito mais longo. Na negociação extrajudicial, a duração dela dependerá exclusivamente da disponibilidade das partes envolvidas em negociar.

No contexto do financiamento por parte de instituições financeiras a negociação extrajudicial é muito utilizada para quitar dívidas. Por exemplo, se você não está conseguindo pagar as parcelas do seu financiamento como havia sido combinado. 

Em casos como esse é possível tentar um acordo com uma flexibilização das condições com a instituição que lhe concedeu o crédito. Não é preciso entrar com uma ação judicial, podendo simplesmente negociar com o banco para chegar a um acordo. 

Outro exemplo ainda é quando há problemas com juros abusivos onde muitas vezes o problema pode ser resolvido antes de precisar chegar ao poder judiciário. 

Sendo assim, é uma solução que cabe para várias situações e é a mais indicada quando você quer resolver o problema de forma amigável.

Quais as vantagens e riscos?

Quando falamos de vantagens do método da negociação extrajudicial falamos principalmente na agilidade em se resolver o problema. Pois, é um processo muito ágil e pouco burocrático principalmente quando comparamos com uma ação judicial. 

Portanto, é um processo mais rápido e prático, que pode ser resolvido em apenas algumas horas, dependendo simplesmente da disposição das partes envolvidas. 

Com isso, naturalmente acaba sendo um processo muito mais barato do que uma ação judicial. Primeiro que por ser mais rápido, você gasta menos na contratação do serviço necessário para resolver o problema existente. 

Mas também, por você não precisar passar por todas as etapas de uma ação judicial que possuem custos extras. Em uma ação judicial, você deve protocolar o processo, para depois enviar para o juiz e ter o seu caso analisado, cada parte desse processo representa um custo diferente.

Sem contar que a lei facilita a negociação extrajudicial pois, com a Lei 13.043/2014 basta uma notificação enviada pelo credor por uma carta, para que o devedor seja notificado. Logo sendo realizada de maneira simples e pouca burocracia.

Para a instituição é muito benéfico também porque a empresa consegue manter um bom relacionamento com o cliente, se mostrando disponível para resolver a questão.

Ainda, quanto menos ações judiciais a empresa tiver no seu nome, melhor para a sua imagem. Por isso, as empresas em geral optam pela negociação antes de entrar com ação judicial.

Como realizar a negociação extrajudicial?

O primeiro passo para realizar a negociação extrajudicial é estar dentro das situações que podem ser atendidas por esse processo, tais como quitação de dívidas e problemas de inadimplência. 

Portanto, se você financiou a compra do seu automóvel ou da sua residência e não está conseguindo pagar conforme estabelecido no contrato, é possível negociar. 

Geralmente, a própria instituição irá lhe procurar primeiro querendo negociar, então esse é o momento de tentar uma negociação amigável. Inclusive, a notificação pode ser entregue em casa, de acordo com a lei que facilita a negociação extrajudicial.

Para isso não é preciso ter um advogado, pois um só é necessário quando o processo vai para o poder judicial. Logo, o que você deve fazer é se encontrar com a empresa quando ela lhe notificar do problema e resolvê-lo deum jeito benéfico para ambos. 

No entanto, preste bem atenção e analise bem todos os fatores que estão em jogo e estude bem o caso. Pois, apesar de não ser obrigatório, muitas vezes é indicado que você contrate um profissional para lhe auxiliar. 

Assim, você tem um auxílio para analisar o acordo e não em um novo que seja prejudicial. Mas, caso o problema não seja resolvido com uma negociação extrajudicial é possível que ela venha a se tornar uma ação judicial. 

Ou seja, em caso de desacordo ambas as partes podem acionar o poder judiciário, principalmente se a parte se sentir prejudicada com o acordo proposto.

Como a Mais Credit pode me ajudar?

A Mais Credit Consultoria é uma empresa especializada em revisão de contratos de financiamento de veículos. 

O seu objetivo é reduzir os juros abusivos que podem estar no seu contrato de financiamento, uma vez que o Brasil ainda é considerado campeão em juros abusivos. 

Hoje a Mais Credit já conseguiu recuperar mais de 10 milhões de reais em juros e, através dela, é possível obter até 70% de desconto na quitação do veículo e 30% de desconto no valor das parcelas. 

Portanto, se você não sabe se é vítima de juros abusivos, aproveite para solicitar a revisão contratual entrando em contato com os representantes da empresa. O processo é gratuito!