Mercado Automotivo Brasileiro

Mercado Automotivo Brasileiro: Como Anda o Mercado?

Posted on Postado em Juros Abusivos

Mercado Automotivo Brasileiro: Como Anda o Mercado? Falamos sempre de aquisição de veículos, de juros abusivos nos contratos de financiamentos e damos muitas dicas sobre utilização de carros.

Com base em pesquisas e dados apresentados pela  , bem como pela revista Exame, apresentaremos dados importantes para entender o funcionamento do mercado de automóveis no Brasil.

Continue a leitura e entre nesse mundo de desce e sobe que é uma verdadeira montanha russa! Quer saber porquê? Então nos acompanhe nas próximas linhas!

 

Brasil: Concorrência x Competitividade

Mercado Automotivo Brasileiro

O executivo da ANFAVEA, Luiz Carlos de Moraes, afirmou que o Brasil é destaque mundial quando o assunto é concorrência no mercado automobilístico. Porém, é o pior na colocação quando referimos a competitividade.

No mercado automobilístico brasileiro existem muitos concorrentes, mas destaca-se que as as vendas realizadas não chegam a ser pulverizados.

Por exemplo, segundo Moraes, apenas quatro montadoras estiveram na frente quando o assunto foi emplacamento no primeiro semestre de 2019. Fiat, Volkswagen, Chevrolet e Renault juntas representaram 55% dos veículos emplacados no Brasil.

Observe que o país tem mais de 60 marcas de veículos em atuação, desde veículos simples, passando por ônibus e caminhões e chegando em máquinas agrícolas, fechando em mais de 2 mil modelos lançados no mercado nacional.

Ao tomar esses dados percebemos que existe um ambiente competitivo, mas é apenas local. Pois quando se trata em exportação, aí sim, o Brasil vai para a última colocação da competitividade.

 

O Governo Tem Uma Parcela De Culpa?

Mercado Automotivo Brasileiro

No Custo Brasil se coloca questões que inibem as exportações. Destaca-se a burocracia e a infraestrutura ineficiente, além da cobrança de IPI, Cofins, PIS e ICMS que governos Federal e estaduais fazem sobre as empresas de exportação.

A verdade, segundo Moraes, é que esses governos não realizam o reembolso dos impostos em prazo hábil. Infelizmente, é possível passar até dois anos sem que as empresas sejam reembolsadas.

Para entender melhor a questão, o executivo da ANFAVEA faz uma pequena demonstração. Considerando que atualmente o reembolso devido está em 20%, então:

Se uma empresa precisa receber 100 milhões de reais de reembolso de tributos, ficará operando apenas com 80 milhões de reais. Isso, certamente, aumenta os custos dessas empresas, o que implicará em maiores custos também ao consumidor.

 

Quanto o Governo Deve?

Ainda de acordo com o representante da Anfavea, até Junho do ano de 2019, o governo estava pendente de ressarcimento as empresas automotivas o valor de 13 bilhões de reais.

Isso se deve ao reembolso de impostos cobrados em veículos que foram exportados.

Cabe destacar que 7 bilhões daquele montante de 13 milhões de reais, estão referindo apenas ao ICMS, imposto este cobrado especificamente pelos Estados.

 

Mercado Automobilístico Brasileiro Tem Baixo Impacto Na América Do Sul!

Dados apontados pela Anfavea dão conta que um pouco mais de 15% do que foi produzido no Brasil, foi exportado. Isso, de acordo com Moraes, é um percentual extremamente baixo.

Segundo o executivo, o mercado brasileiro deveria ser mais competitivo em terras latinas. O essencial seria vender até 50% do que foi produzido para os demais países na América Latina.

Essa questão também iria influir positivamente na ociosidade das montadoras. Atualmente elas trabalham numa taxa ociosa de 40%.

Quando o assunto é exportar do mercado brasileiro automotivo para outros países da América Latina, o principal comprador é a Argentina. Cerca de 64% dos veículos que foram emplacados naquele país, foram adquiridos no Brasil.

Se considerarmos outros países do continente, temos um percentual de 9%. A situação fica ainda mais precária quando relacionamos essas exportações para outros continentes: Nesse caso, chega-se a 1%.

 

Mercado Automotivo Brasileiro: Características Internas

Já escrevemos em outros artigos, quando falamos sobre o perfil do comprador de veículo no Brasil, que atualmente o carro não é visto mais como poder e status, mas sim como uma necessidade familiar.

Os compradores de veículos já estão considerando a questão da mobilidade, seja ela para o trabalho, a escola, a igreja, o lazer, etc.

Essas mudanças têm relação com a crise constante que o Brasil vem enfrentando. Isso tem levado as pessoas a darem um novo valor para o veículo: Carros de passeio agora são para utilização profissional.

Observe que surgiram aplicativos para contratação de veículos e motoristas. Mesmo nessa situação, ainda continua se cobrando pelos mesmos valores, ao que é diferente para automóveis comerciais, como os táxis.

Muitas mudanças ocorreram no mercado automobilístico brasileiro em relação aos custos de produção, conforme relatamos em itens anteriores, como também em relação a forma de as pessoas relacionarem com a aquisição do veículo.

 

Mercado Automotivo Brasileiro: Marcas Que Mais Vendem

Falamos no início deste antigo que o Brasil se destaca entre concorrentes, mas perde em competitividade. De fato, houve uma boa abertura para que as montadoras viessem para o Brasil.

Embora, novas marcas, especialmente as chinesas, tenham se instalado em território nacional, ainda assim, os brasileiros estão optando por marcas mais tradicionais.

Conheça a seguir quais as marcas que mais vendem no mercado automotivo brasileiro.

 

Chevrolet

A quantidade de carros da Chevrolet rodando pelas vias brasileiras é enorme. Por isso, ela tem se tornado a marca que mais vende veículos no país. Dentre os modelos, podemos destacar o Prisma, o Cobalt e o Onix. O Cruze também tem sua parcela de participação.

 

Volkswagen

Em uma listagem dos 10 carros mais vendidos no Brasil que publicamos aqui no blog, existem modelos da Volkswagen. Observe que o Fox e o Polo são versões de grande destaque no mercado nacional.

 

Fiat

Desde a década de 1970, a Fiat vem trabalhando para ganhar a confiança no mercado de automóveis no Brasil. Certamente que seus carros também permanecem na lista dos 10 mais vendidos no país. Alguns modelos que podemos destacar são o Strada, o Uno e o Argo.

 

Ford

Essa montadora é bastante conhecida nacionalmente, mas suas vendas não conseguem ultrapassar a das montadoras listadas anteriormente. Porém, novos modelos, como o Ford Ka, tem ganhado maior impacto no mercado nacional.

 

Hyundai

Diretamente da Coreia do Sul, a Hyundai tem oferecido carros com alta vantagem tecnológica e preços muito bons aqui em território Tupiniquim. Por exemplo, podemos citar o HB20 que possui um excelente custo-benefício.

 

Mercado Automotivo Brasileiro: As Tendências

Quando falamos nesse mercado altamente concorrente, mas pouco competitivo, nas palavras de Moraes o executivo da Anfavea, sempre fica a apreensão sobre as tendências futuras desse mercado no país.

Certamente que a sustentabilidade deverá ser a motriz para criação de novos veículos. Dessa forma, deverão ganhar destaque os veículos elétricos e híbridos, pois a ideia é contribuir com o meio ambiente e gastar menos.

Sem dúvida alguma, o mercado está aberto para grandes negociações. As empresas precisam continuar investindo e o governo cumprir com suas promessas e vantagens.

Então, você gostou deste artigo? A Mais Credit trabalha para que você adquira um veículo por preço justo. Por essa razão, a empresa oferece gratuitamente a revisão de seu contrato de financiamento.

Quer saber mais sobre isso, então ligue para 0800 580 0910.