evitar que seu veículo seja apreendido

Entenda como evitar que seu veículo seja apreendido

Posted on Postado em Busca e Apreensão

Quer Saber Como Evitar que Seu Veículo Seja Apreendido? Você precisa comprar um carro, mas não tem dinheiro suficiente para adquiri-lo à vista?

Uma alternativa é fazer um financiamento desse valor por meio de alguma instituição financeira — normalmente, um banco.

O próprio meio de transporte fica como garantia e, caso as parcelas não sejam pagas, você pode ter o veículo apreendido.

Como evitar que seu veículo seja apreendido

Para evitar esse tipo de constrangimento, uma das coisas a se fazer é manter sempre as parcelas de pagamento em dia.

Quando ocorre o atraso, o banco pode pedir o carro de volta, já que ele precisa, de alguma forma, ser ressarcido pelo dinheiro que pagou o veículo.

Mas essa não é a única situação na qual você pode ter o seu carro apreendido.

Há outras possibilidades e vamos mostrar agora como não cair em nenhuma delas. Confira!

Como ocorre a busca e apreensão de veículos

O nome desse tipo de situação chama-se Alienação Fiduciária e ocorre sempre que o devedor dá como garantia um móvel ou imóvel ao credor.

Quando você vai a uma revendedora de veículos e informa que não tem o valor necessário, a própria empresa se encarrega de entrar em contato com as financeiras que estão credenciadas a ela.

O carro é dado como garantia e fica em nome da financeira e não em seu.

Por isso, o banco tem o direito de pegar o veículo quando não ocorre o pagamento.

O bem móvel só passará para o seu nome após a quitação completa do valor.

Dicas para não ter o veículo apreendido

1. Nunca deixe acumular 3 parcelas

Quando a instituição financeira identifica que existem 3 parcelas em atraso no seu contrato, elas enviam uma assessoria de cobrança para o endereço cadastrado a fim de fazer a busca e apreensão.

Essa é uma prática de mercado, já que na lei que regula a alienação fiduciária de bens móveis não há um prazo determinado.

Assim, mesmo que você só tenha 1 prestação atrasada, o veículo já pode ser tomado.

A partir daí ocorre o pedido de um mandado ao juiz — esse documento é levado ao endereço do consumidor pelo oficial de justiça.

Com a papelada, o funcionário da justiça tem por obrigação levar o veículo com ele.

Depois disso, você terá 3 dias para pagar a dívida ou então 15 dias corridos para contratar um advogado que fará a sua defesa.

2. Esteja sempre bem-informado

Ter informação sobre seus direitos e deveres nos casos de financiamento é primordial.

Não confie apenas no que o atendimento telefônico ou no que o responsável da financeira lhe diz.

Pesquise em diversas fontes e, principalmente, não deixe de ler a legislação e peça ajuda quando for necessário.

Por exemplo, para ter o veículo apreendido o banco deve comprar a inadimplência do devedor.

Segundo pesquisas, 90% das buscas e apreensões de veículos que são realizadas são ilegais. Eis abaixo alguns motivos:

  • a cobrança de juros abusivos nas prestações em atraso. É como se a financeira estivesse tentando dificultar o pagamento da dívida, tornando-a ainda mais onerosa e difícil de ser cumprida;
  • a incorporação de tarifas e diversas taxas no parcelamento sem que o consumidor tenha consciência disso. O valor da parcela pode ficar cerca de 20% mais alto do que realmente deveria ser;
  • o protesto da financeira acaba sendo feito em outros estados e isso impede que o consumidor fique sabendo do ocorrido;
  • a ocorrência de venda casada durante o financiamento do veículo. Muitas financeiras só liberam o valor se o consumidor fizer a compra de um seguro, por exemplo. Isso se configura como venda casada e é proibido por lei.

3. Leia o contrato atentamente

Evite pagar, desde a primeira parcela, valores que não condizem adequadamente com o bem que foi financiado.

Desta forma, você evita que taxas extras e comissões sejam adicionadas ao contrato sem o seu conhecimento e consentimento.

Quanto mais caras as parcelas ficam mais elas se tornam difíceis de serem pagas.

4. Tenha organização financeira

Cuidado para não dar um passo maior do que a perna e comprar algo que as parcelas não caibam no seu bolso.

Comprometer mais do que 30% do seu orçamento com uma dívida como esta pode trazer muita dor de cabeça.

Além do valor do carro em si, você também precisa pensar nas novas despesas que surgirão, como combustível, IPVA, algum conserto, entre outros.

Se você está com este problema, o melhor que tem a fazer é renegociar a sua dívida para evitar que o parcelamento fique atrasado.

Mas é preciso estar com a informação na ponta da língua e saber o que a financeira pode e não pode fazer.

O melhor, nesses casos, é contratar uma empresa que seja especializada em negociação de dívidas.

Você se sentirá muito mais tranquilo tendo a certeza de que não está sendo enganado pela financiadora e que está fazendo o melhor negócio para o seu bolso.

Saiba o que fazer depois que seu veículo for apreendido

Caso o seu veículo seja apreendido, você deve agir rápido e não demorar muito para tomar as providências necessárias. Há algumas alternativas:

  1. ir ao banco renegociar a dívida para que ela fique mais fácil de ser paga;
  2. usar o prazo de 3 dias para conseguir o dinheiro, pagar o valor e renegociar depois; ou
  3. caso a apreensão esteja numa situação de ilegalidade, contratar um especialista no assunto para fazer a sua defesa e ter o veículo de volta.

Se você deixar o prazo passar a situação se agrava.

Isso significa que você está, simplesmente, abrindo mão do bem e assumindo a dívida.

Além de ficar sem o carro, ainda terá que pagar os custos do processo, inclusive os honorários do advogado contratado pela financeira.

Para sanar qualquer dúvida, não hesite em procurar por ajuda especializada.

Consulte também o CDC (Código de Defesa do Consumidor) para saber sobre todos os seus direitos.

Ter boa informação e ser orientado por quem entende do assunto é a melhor forma de evitar o constrangimento de passar por uma busca e apreensão.

Quer saber mais sobre veículo apreendido e renegociação de dívidas?

Então curta a nossa página do Facebook e fique por dentro de todos os fatos importantes do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *