Como Fazer Um Financiamento Sem Se Endividar

Como Fazer Um Financiamento Sem Se Endividar?

Posted on Postado em Financiamento de Veículos

Como fazer um financiamento sem se endividar? Na hora de fazer um financiamento a maior preocupação das pessoas é que isso leve a dívidas no futuro.  Afinal de contas, ao fazer um financiamento você se compromete a pagar parcelas com juros e por um bom tempo. 

Então, continue lendo o artigo e confira as dicas que separamos aqui sobre como você pode evitar que o financiamento vire dívidas.

O que é um financiamento? 

Fazer um financiamento é muitas vezes a melhor opção para quem está buscando comprar um veículo ou um imóvel. Pois, esses bens são muito caros e é difícil de se ter o valor total de sua compra para pagar a vista. 

Ou às vezes a pessoa até tem o dinheiro, mas seria toda a sua poupança em um único bem. Logo, o financiamento surge como um empréstimo que uma instituição financeira, tipos os bancos, faz para que seja possível comprar esse bem. 

Ao financiar uma compra, você consegue comprar um veículo ou um imóvel sem ter o dinheiro na hora e pagar aos poucos, de acordo com o contrato feito. 

Na prática fica estabelecido no contrato quantas parcelas você irá pagar e cada parcela tem um valor de juros. Ou seja, o valor total será maior do que o valor real do bem mas, em compensação isso torna possível a sua compra. 

Esses juros devem seguir uma taxa média estabelecida pelo Banco Central, caso contrário são considerados juros abusivos. Na maioria dos casos, quando falamos de automóveis, as instituições financeiras utilizam a alienação fiduciária onde o veículo é usado como garantia. 

Ou seja, nesses casos, se o devedor não conseguir pagar todas as parcelas, o banco pode pegar o veículo e posteriormente vender. Por lei, essa apreensão pode ser feita já a partir da primeira parcela atrasada no pagamento mas, na prática, isso raramente acontece.

Pois não é de interesse da instituição financeira. Por isso, geralmente, o mandato para apreensão só ocorre depois da terceira parcela não paga.

Quando financiar é útil?  

É muito importante saber quando é o momento de se pedir um financiamento a uma instituição financeira ou não. Mas, esse momento depende exclusivamente de você e sua realidade financeira.  

Afinal, um financiamento pode gerar muita dor de cabeça no longo prazo. Pois, é um compromisso que você assina com um banco e deve cumprir por lei. 

Quando você assina um contrato de financiamento, você se compromete em pagar as parcelas estabelecidas durante o tempo acordado no contrato. Portanto, é muito importante que você tenha uma certa estabilidade financeira. Ou seja, que você saiba que poderá continuar pagando essas parcelas até o final. 

Claro que imprevistos podem sempre ocorrer, mas existe uma margem para você avaliar o tamanho do risco que é assumir um financiamento no momento. O ideal é que você tenha um dinheiro de emergência guardado para qualquer imprevisto, como ser demitido do seu emprego atual. 

A nossa dica é você analisar diversos cenários possíveis para ver se eles estão favoráveis para você ou não. Então, se for um momento muito instável e imprevisível, é melhor esperar um pouco para financiar. Caso contrário, faça o financiamento, mas sempre com cautela. 

Se você viu que tem condições de comprar o bem que deseja, seja imóvel ou veículos, quando saber que o financiamento é a melhor opção? 

Bom, em geral, ele é útil exatamente quando você não tem o dinheiro vivo para comprar o bem, mas tem uma certa estabilidade que garante que você vá pagar as parcelas. 

Essa é, muitas vezes, a única chance de comprar um veículo ou um imóvel, já que pagar de uma vez só é bem mais difícil e poucos conseguem.

Como fazer um financiamento sem se preocupar com as dívidas?

Como foi falado anteriormente, a primeira dica para você fazer um financiamento sem se preocupar muito é se planejar. Portanto, você precisa analisar a sua situação financeira e ver se é possível se comprometer em pagar todos os meses a parcela estabelecida.

Além disso, você pode negociar com o banco ou instituição financeira na hora de fazer o financiamento. Para tentar o melhor acordo possível e compatível com a sua situação financeira. 

Converse então, com a pessoa responsável pelo contrato e fale a sua atual situação financeira, afinal, é de interesse do banco que você consiga pagar tudo. 

Faça ainda, propostas de acordo com o que você acha mais seguro para você. Assim, você consegue negociar e tem mais chances de ter um contrato mais favorável que esteja dentro da sua realidade. 

Se permitir pensar por um tempo também é importante, não assine o contrato tomando decisões precipitadas. Estude todas as opções que lhe foram oferecidas e analise-o atentamente antes de decidir assinar.

Outra dica é pesquisar em diversas instituições e comparar os valores, para ter maior poder de negociação ao ir fechar o contrato. Neste aspecto, uma ferramenta muito útil são os simuladores de financiamento que indicam as taxas de juros e as parcelas esperadas para o bem que você deseja comprar.

Assim, você tem uma noção inicial e dados suficientes para propor um acordo sem cair em um contrato com juros abusivos. 

Uma vez assinado o contrato, a dica para não ter dívidas é se programar todo mês. Já deixando o valor separado em algum lugar como uma poupança, por exemplo, para o pagamento da parcela. Busque ainda pagar no dia certo para não ter atrasos e não acabar tendo problemas com o banco.

Como a Mais Credit pode me ajudar?

A Mais Credit Consultoria é uma empresa especializada em revisão de contratos de financiamento de veículos. 

O seu objetivo é reduzir os juros abusivos que podem estar no seu contrato de financiamento, uma vez que o Brasil ainda é considerado campeão em juros abusivos. 

Hoje a Mais Credit já conseguiu recuperar mais de 10 milhões de reais em juros e, através dela, é possível obter até 70% de desconto na quitação do veículo e 30% de desconto no valor das parcelas. 

Portanto, se você não sabe se é vítima de juros abusivos, aproveite para solicitar a revisão contratual entrando em contato com os representantes da empresa. O processo é gratuito!