Busca e Apreensão Durante a Pandemia

Busca e Apreensão Durante a Pandemia: Como Funciona?

Posted on Postado em Busca e Apreensão, Sem categoria

Busca e Apreensão Durante a Pandemia: Como Funciona? A busca e apreensão é uma condição que ocorre com veículos quando não é realizado o pagamento de um financiamento. Muitas pessoas perdem seu veículo por não conseguirem pagar as parcelas diante de juros abusivos no contrato de financiamento.

Durante a pandemia, as condições de busca e apreensão sofreram alterações, por isso é preciso compreender como ela vai funcionar na crise. 

Então, para que você possa saber mais sobre isso, separamos esse artigo completo sobre busca e apreensão. Continue acompanhando para saber mais!

Busca e Apreensão Durante a Pandemia

O Que é Busca e Apreensão?

Em um financiamento de veículo, o automóvel é alienado caso não ocorra o pagamento da dívida, ou seja, pertencendo ao banco até a quitação completa das parcelas. Diante desse cenário, se o devedor não realizar o pagamento corretamente, a instituição financeira pode solicitar a busca e apreensão.

A busca e apreensão pode ser entendida como uma solicitação para buscar e apreender um automóvel como forma de quitação da dívida. Os automóveis apreendidos são colocados em um espaço para depois serem leiloados. 

No entanto, de acordo com a lei, a apreensão pode acontecer a partir do primeiro mês de atraso das parcelas de financiamento, mas, na prática, isso não ocorre dessa forma. As instituições financeiras entendem que podem acontecer atrasos das parcelas e flexibilizam caso aconteça essa situação.

Geralmente, a busca e apreensão só ocorre após o atraso de três parcelas, por isso é importante não deixar acumular para não ter o veículo apreendido. Caso você esteja com dificuldades no pagamento, pode ser que você seja vítima de juros abusivos e é necessário revisar o contrato.

Meu Veículo Pode Ser Apreendido Durante a Pandemia?

Com a chegada do novo Coronavírus, muitas pessoas tiveram o seu emprego impactado, fazendo com que tenham dificuldade no pagamento das parcelas de financiamento.

Estudos afirmam que com a pandemia, a busca e apreensão aumentou significativamente e o cenário econômico atinge mais de 12 milhões de pessoas desempregadas, segundo o IBGE.

Visto essa situação, foi estabelecida uma lei que impede a apreensão dos automóveis durante a  pandemia.

O Projeto de Lei 2513/20 diz que durante essa situação crítica econômica provocada pelo Covid-19, a apreensão pelo atraso do pagamento da parcela não poderá ocorrer, modificando, assim, a Lei de Alienação Fiduciária.

O projeto também diz que diante dessas ações, o credor deverá regularizar as prestações em atraso em até um ano. Em casos do devedor já ter pago 50% do financiamento, será realizado a retomada do bem.

O Que Fazer Para Evitar Que Meu Automóvel Seja Apreendido?

Em casos de dificuldade no pagamento das parcelas de financiamento de veículo, é preciso ter alguns cuidados para evitar que o automóvel seja apreendido.

Primeiro, você precisa organizar as suas finanças, seja cortando gastos, encontrando um trabalho freelance, e organizando todas as contas que precisam ser pagas.

Muita das vezes, a dificuldade no pagamento das parcelas existe devido a desorganização financeira. Então, criar uma planilha ou utilizar qualquer ferramenta que possibilite ter uma visão dinâmica de todos os gastos pessoais, ajudam a evitar que o veículo seja apreendido. 

 

E Se Meu Contrato Tiver Taxas Abusivas?

Em casos de taxas abusivas no contrato de financiamento, é preciso a ajuda de uma consultoria especializada em revisão contratual para que ela possa solucionar essa o problema. 

A consultora vai começar revisando o contrato de financiamento para verificar se realmente existem taxas indevidas no contrato. Nesse passo, um especialista vai revisar cláusula por cláusula e avaliar todas as tarifas que estão sendo cobradas.

Diante da identificação de taxas abusivas, a próxima etapa é o cálculo revisional. O cálculo revisional, também feito por um especialista, serve para calcular todas as tarifas no contrato e avaliar o quanto está abusivo. Com essas informações, será possível negociar a dívida de forma justa, apresentando os juros abusivos.

A próxima etapa é abrir uma ação extrajudicial para negociar os juros abusivos. A negociação extrajudicial acontece de forma amigável entre ambas as partes, sem a necessidade de um juiz. Ela pode ser feita por uma ligação, por exemplo, negociando a dívida com a instituição. Se ainda assim as taxas abusivas não forem reduzida, será necessário iniciar a ação judicial.

A ação judicial pode demorar meses ou anos, dependendo da quantidade de casos que estão na lista para serem solucionados. Já nessa modalidade a presença do juiz será necessária, pois será ele quem vai declarar a medida necessária em relação às taxas abusivas.

É Possível Recuperar o Meu Veículo?

A busca e apreensão ocorre pelo não pagamento das parcelas e caso o banco solicite, ainda é possível recuperar o automóvel. A primeira alternativa é quitar a dívida do financiamento, incluindo todas as taxas atrasadas e juros rotativo.

Se essa possibilidade não for possível, você tem até 15 dias para apresentar a sua defesa e em casos de juros abusivos, é possível recuperar o bem.

No entanto, embora haja essa possibilidade, isso não significa que você conseguirá ter o automóvel novamente. Tudo dependerá se o contrato realmente tem juros abusivos e do que for decretado.

De Que Forma a Mais Credit Pode Me Ajudar?

A Mais Credit Consultoria é uma empresa especializada em revisão de contratos de financiamento de veículos. O seu objetivo é reduzir os juros abusivos que podem estar no seu contrato de financiamento, uma vez que o Brasil ainda é considerado campeão em juros abusivos. 

Hoje a Mais Credit já conseguiu recuperar mais de 10 milhões de reais em juros e, através dela, é possível obter até 70% de desconto na quitação do veículo e 30% de desconto no valor das parcelas.

Portanto, se você não sabe se é vítima de juros abusivos, aproveite para solicitar a revisão contratual entrando em contato com os representantes da empresa. O processo é gratuito!