Revisão amigável ou ajuizamento de revisão de juros: o que é melhor?

Revisão amigável ou ajuizamento de revisão de juros: o que é melhor?

Posted on Postado em Analise Contratual

Na ânsia de financiar um carro, muitas pessoas acabam não dando a devida atenção às cláusulas do contrato firmado com a entidade financeira. E o resultado desse esquecimento é um prejuízo financeiro que se estende em longo prazo. Mas é possível recorrer à revisão amigável ou ajuizamento de revisão de juros para diminuir os danos.

Embora tenham o mesmo fim — reduzir os juros abusivos —, a revisão amigável ou ajuizamento percorrem caminhos diferentes.

Este artigo explicará as disparidades de cada um deles e quais são as vantagens e desvantagens.

Confira e saiba o que fazer caso você esteja pagando uma parcela muito alta do seu carro.

O que é revisão amigável de um contrato de financiamento

Como o próprio nome já diz, a revisão amigável de um contrato de financiamento de veículo é feita na esfera meramente comercial, entre o cliente e a financiadora.

Portanto, a busca é por um entendimento entre as partes e posterior mudança das cláusulas abusivas.

Como funciona a revisão amigável

O primeiro passo é analisar se os juros cobrados à época do fechamento do seu contrato estavam dentro da média de mercado.

Essa análise pode ser feita por uma consultoria especializada que possui expertise na identificação das cláusulas abusivas.

Um dos indícios da ilegalidade está na cobrança de parcelas altíssimas pelo carro, levando o cliente a enfrentar dificuldades para pagá-las e correndo o risco de sofrer busca e apreensão do veículo, caso não consiga quitar seu débito mensalmente.

Outras pessoas não chegam a perder o automóvel, mas pagam taxas ilegais que são cobradas na abertura do crédito.

Essas constatações fazem com que o consumidor se sinta lesado e procure o banco para fazer uma revisão contratual amigável, ou seja, sem buscar a Justiça para resolver o problema.

Quando vale a pena fazer uma revisão de juros amigável

Uma maneira prática e segura de descobrir se seu financiamento foi feito tendo por base as práticas abusivas que a maioria dos bancos e instituições financeiras estabelecem é contar com especialistas em negociação de dívidas de veículos, juros abusivos e análise contratual.

Essa empresa saberá identificar as falhas contratuais e imediatamente lhe orientará quais caminhos percorrer para garantir que seus direitos sejam respeitados.

Ao fazer uma revisão amigável de juros abusivos com seu banco, as parcelas do seu financiamento podem reduzir drasticamente.

Você vai respirar mais aliviado todos os meses pagando somente aquilo que é justo pelo seu carro.

Vantagens de uma revisão amigável de juros

Existem algumas vantagens de uma revisão amigável de juros.

A primeira delas é que o cliente resolve tudo na base do relacionamento com o banco.

O consumidor ou uma consultoria contratada para esse fim vai negociar com o funcionário da financeira responsável pelo financiamento e argumentar sobre os problemas identificados no contrato entre as partes.

Outra vantagem da revisão amigável de juros é em relação ao tempo e a economia, pois os prazos para as resoluções ou negativas são menores e você não precisa contratar um advogado.

O que é ajuizamento de revisão de juros

O ajuizamento de revisão de juros acontece quando o consumidor identifica o abuso no seu contrato de financiamento de veículo e busca a Justiça para resolver os valores cobrados ilegalmente.

Geralmente, ela se dá somente quando a revisão amigável não tem sucesso.

Como funciona o ajuizamento de revisão de juros

Você tem ideia do que realmente pagou ao contratar o financiamento do seu veículo?

Sabia que as cobranças das taxas de abertura de crédito, despesas com terceiros, taxa de registro, boleto bancário, taxa de retorno, cumulação da cobrança de comissão de permanência com juros moratórios e multa e a capitalização mensal dos juros remuneratórios são todas ilegais?

Certamente, você quitou algum deles, uma vez que essa é uma prática comum em contratos de financiamento de qualquer espécie.

Soma-se a isso a cobrança de juros abusivos, também bem naturais.

Ao perceber essas ações ilegais, o consumidor deve procurar uma empresa especialista em identificar esses abusos e receber orientação sobre os próximos passos.

Algumas vezes, ele é aconselhado a entrar com uma ação de ajuizamento de revisão de juros junto a uma assessoria jurídica.

Nesses casos, o consumidor não deve parar de pagar as parcelas abusivas, mas sim começar a depositar os valores em uma conta judicial até que o juiz decida se as prestações sofrerão redução ou se as taxas cobradas ilegalmente serão devolvidas.

Quando vale a pena fazer o ajuizamento de revisão de juros

Chegar a esse ponto de levar para a Justiça um problema contratual de um financiamento vale a pena quando o banco se recusa a revisar amigavelmente os juros do seu contrato e quando o cliente sabe que está com a razão.

É importante salientar que o consumidor não deve parar de pagar o financiamento durante o processo, mas sim depositá-lo em uma conta jurídica que fica bloqueada até que o juiz dê o parecer favorável para uma das partes.

Vantagens do ajuizamento de revisão de juros

A maior vantagem em recorrer a uma ação na Justiça contra os juros abusivos do seu financiamento de veículo é a certeza de que o banco dará a devida atenção aos seus pedidos.

Além disso, o juiz levará ao pé da letra o que diz a legislação e não deixará que o cliente fique no prejuízo.

Em contrapartida, os processos costumam ser morosos e, durante esse tempo, se você não depositar mensalmente o valor das altas parcelas, seu nome pode ser negativado nos serviços de proteção ao crédito.

Há também a despesa da contratação de um advogado para lhe representar.

Qual é melhor: revisão amigável ou ajuizamento de revisão de juros?

É lamentável que o consumidor tenha que optar entre uma revisão amigável ou ajuizamento de revisão de juros.

Inclusive, melhor seria se os bancos e financiadoras respeitassem as normas que protegem o consumidor e somente cobrassem nos seus contratos o que é justo e reconhecido por Lei.

Entretanto, a inclusão de juros abusivos e a cobrança de taxas ilegais é tão natural que, ao contratar uma consultoria especialista, certamente serão encontrados abusos nas cláusulas.

Diante disso, opte inicialmente pela revisão contratual amigável.

Caso o banco não reconheça durante essa investida amigável que suas parcelas estão mais altas do que deveriam, recorra ao ajuizamento de revisão de juros.

O importante é você buscar os seus direitos logo que constatar que eles foram violados.

Descubra outras dicas incríveis sobre revisão de juros lendo o artigo de como fazer uma negociação amigável de revisão de juros.

Você também poderá compartilhar estas informações com amigos e familiares.

Utilize nossa página no Facebook para curtir nossas postagens como também contribuir na divulgação de informações de interesse público, como está! https://www.facebook.com/MaisCredit/