cálculo contábil

Para que serve o cálculo contábil?

Posted on Postado em Dicas e Dúvidas

Já ouviu falar em Cálculo contábil?

Com o passar do tempo, a maioria das pessoas procura se envolver cada vez mais no trabalho para conseguir dar uma vida mais confortável para os filhos e também para investir na educação deles.

Na busca desses objetivos, é comum se envolver em dívidas como o financiamento de um imóvel e/ou de um carro. Acontece que essas e outras dívidas podem comprometer o seu orçamento e, por isso, muitas vezes torna-se necessário renegociar alguns dos seus débitos. Entretanto, para fazer a renegociação é recomendada a elaboração de um cálculo contábil.

No texto de hoje vamos esclarecer os pontos mais importantes sobre este documento, informando o que é o cálculo contábil, quais são as suas vantagens, entre outros. Além disso, também daremos 4 dicas para fazer a contabilidade dos seus custos da forma mais eficiente possível. Confira!

O que é cálculo contábil?

O cálculo contábil é um documento composto por planilhas e parte escrita que tem o objetivo de:

  • analisar um financiamento com a finalidade de verificar se as taxas de juros estão em conformidade com a legislação;
  • verificar o seu orçamento para encontrar e excluir o juros sobre juros;
  • caso houver atraso no pagamento, conferir se as multas foram aplicadas adequadamente;
  • restaurar o saldo devedor (ou mesmo credor) ao fazer uma solicitação em que a quantia paga incorretamente é devolvida.

Quem pode emitir esse documento?

Esse documento complexo deve ser elaborado por um contador ou outro profissional da área. O especialista no assunto consegue levantar todas as informações corretamente e fazer todas as verificações necessárias.

Por meio do laudo que ele vai lhe apresentar, será possível dar uma base de informações com o objetivo de fazer mediações extrajudiciais e, caso seja necessário, provar judicialmente a prática do anatocismo, ou seja, que os juros vencidos estão sendo incorporados ao capital, formando uma bola de neve.

O que deve constar no documento?

Ao fazer o seu cálculo contábil, o especialista não pode se esquecer de apresentar uma conclusão dos fatos com base em tudo aquilo que foi calculado.

Devem estar juntas todas as planilhas de cálculos utilizadas por ele para conseguir apresentar os fatos. Quando o profissional técnico do assunto faz isso, se torna mais fácil entender o que precisa ser melhorado e renegociado.

Quais as vantagens de fazer o cálculo contábil?

Ao fazer o cálculo contábil, você conseguirá aplicar em suas finanças as fórmulas matemáticas que mostram com certeza alguns valores como:

  • a taxa de juros;
  • a quantidade de juros sobre juros (capitalização composta) total do seu financiamento.

A partir disso, você terá uma base para renegociar os débitos de forma que eles não sejam abusivos e caibam no seu bolso.

Quando o cálculo contábil é necessário?

Como já dito: o cálculo contábil é um documento que vai apresentar com segurança a sua situação financeira diante dos financiamentos e dívidas.

Esse cálculo deve ser feito nos casos em que os juros se tornam abusivos e seja preciso renegociar a dívida, seja para quitá-la ou diminuir o valor das suas parcelas.

Caso seu orçamento esteja um pouco fora daquilo que você pretendia, procure se lembrar que a renegociação das dívidas é o passo mais importante para se organizar novamente.

4 dicas para fazer a contabilidade dos seus custos

Agora que você já entendeu o que é cálculo contábil, quando ele precisa ser feito e o que deve ser avaliado na hora de calcular, é hora de colocar em prática todo esse conhecimento.

Confira as dicas para não errar na hora de fazer a contabilidade dos seus custos:

1. Liste suas dívidas e suas despesas mensais

Para conseguir verificar o seu orçamento, é preciso listar quais são suas dívidas que podem ser eliminadas com o passar do tempo e as despesas fixas mensais, como as contas de água, luz, telefone, entre outras.

Somente a partir da listagem de todas as dívidas será possível avaliar quais delas precisam ser renegociadas para organizar o seu orçamento.

2. Verifique os custos diretos de cada coisa

Ao fazer um financiamento, não se deve apenas conferir qual é o valor da parcela, mas também o seu custo direto, ou seja, o valor total que terá sido pago quando a dívida for quitada.

É recomendado que se evite financiar o carro, ou mesmo a casa, com taxas de juros abusivos. Se ao realizar os cálculos você perceber que já está em um financiamento desse tipo, a dívida deve ser renegociada.

3. Rateie os custos indiretos

É preciso organizar e ratear os custos indiretos, ou seja, procurar qual o gasto que alguma coisa lhe dá para tê-la. Para entender melhor, procure pensar no financiamento de um veículo. Você terá o custo direto para adquirir o bem, ou seja, o valor que foi financiado.

Mas, você não vai ter um carro para deixá-lo parado na garagem, não é mesmo? Sendo assim, você terá também o custo com combustível e manutenção do veículo. Esses seriam custos indiretos do seu financiamento.

Eles devem sempre ser levados em consideração na hora de adquirir qualquer coisa. Afinal, parte do seu dinheiro será comprometida com eles.

4. Procure uma consultoria

Outra dica muito importante para colocar o seu orçamento em dia é procurar a ajuda de especialistas no assunto.

Em muitos casos você vai conseguir identificar que algo está pesado no seu orçamento, mas talvez fique difícil enxergar qual a solução do seu problema.

Uma consultoria especializada terá o papel de elaborar um cálculo contábil eficiente e de ajudá-lo a renegociar as dívidas de modo que essas caibam no seu orçamento.

Como você pôde ver, fazer o cálculo contábil das suas finanças e renegociar as dívidas não é tão difícil quanto parece. Na verdade, é um método muito eficiente para manter o controle e chegar aonde deseja sem sofrimentos.

Não se esqueça de colocar em prática as dicas que apresentamos, pois assim o seu orçamento pode ficar muito mais organizado e confortável.

Gostou de saber quais são as funcionalidades e as vantagens do cálculo contábil? Quer ver mais sobre o assunto? Então siga a nossa página no Facebook e se mantenha atualizado.