Cobrança Extrajudicial

Cobrança Extrajudicial: O Que Leva Acontecer? Fique Por Dentro!

Posted on Postado em Dicas e Dúvidas

Algumas pessoas têm me perguntado sobre o que leva uma cobrança extrajudicial, ou seja, o porquê e em quais situações é feita uma cobrança de forma amigável.

Na tentativa de responder as indagações, resolvi fazer esse artigo e espero muito que ele seja útil e possa trazer exatamente a resposta que você está procurando.

Por isso, fique comigo porque eu vou procurar escrever de uma forma bem didática para que fique realmente compreensível.

E mesmo assim se aquela velha dúvida sobre alguma questão tratada nesse assunto insistir em permanecer, então é só usar o espaço para comentários que logo vou te responder.

 

A Ação Extrajudicial

 

É necessário você lembrar que uma ação extrajudicial ocorre sem a interferência de advogados e juízes. Isso quer dizer que é um procedimento que acontece fora dos tribunais.

Aconselho muito você ler os artigos que preparei intitulados:

  • O que seria uma ação extrajudicial
  • Quais são as etapas de um processo extrajudicial

 

Também é fato que devo te lembrar que uma ação extrajudicial poderá ocorrer por meio de:

  • Uma notificação extrajudicial
  • Uma cobrança extrajudicial, e
  • Um acordo extrajudicial

 

Aqui no blog já falei com mais detalhes sobre esse assunto. É aconselhável você buscar essas informações para relembrar ideias importantes, porque nesse antigo vou me deter a cobrança extrajudicial.

 

Por Que Ocorre a Cobrança Extrajudicial?

 

Quando alguém começa a enfrentar dificuldades financeiras, certamente vai ter problemas em quitar suas dívidas. E isto só tende a piorar a situação econômica de outras pessoas envolvidas.

Acontece que tanto o devedor quando o credor ficam prejudicados quando os pagamentos são suspensos.

Primeiramente, o devedor terá seu nome negativado e o mercado financeiro dificilmente lhe concederá qualquer crédito.

Por outro lado, o credor sairá perdendo e com prejuízo justamente por não receber os valores devidos do produto vendido ou do serviço prestado.

Para que as coisas não continuem piorando cada vez mais, então é colocado em ação a cobrança extrajudicial.

 

Quais Situações Ocorrem Cobrança Extrajudicial

 

A princípio qualquer situação de dívida caberá uma cobrança extrajudicial. Para o bem de todos, este certamente é o caminho inicial para chegar a um acordo de modo que o devedor consiga quitar seu saldo devedor.

Dessa forma, para exemplificar, vou mencionar algumas situações corriqueiras em que são aplicadas as cobranças extrajudiciais. Veja:

 

  1. Cliente contratou um financiamento de veículo e deixou de pagar as prestações. O banco inicia um diálogo para cobrança da dívida.

 

  1. Consumidor não efetuou os três últimos pagamentos da conta de energia, e a empresa fornecedora começou a lhe enviar cartas avisando sobre a dívida.

 

  1. Motorista andou em alta velocidade em determinada rua da cidade e foi multado. O não pagamento da multa fez com que o Detran o comunicasse a cerca do vencimento.

 

  1. Cliente esqueceu de fazer o pagamento da fatura de crédito, por esta razão a administradora do cartão lhe enviou uma carta de cobrança alegando que a não quitação do documento implicaria em negativação do nome.

 

  1. Condômino que deixou de pagar as taxas condominiais recebe cartas fazendo a cobrança ou sendo solicitado para que busque contato com o Síndico de modo a parcelar o saldo devedor.

 

A Cobrança Extrajudicial é Legal?

 

Sim, é totalmente legal, e até mesmo aconselhável que seja feita a cobrança extrajudicial em casos de inadimplência.

Este entendimento é compartilhado dentro e fora de tribunais. Saiba que os juízes aconselham fortemente a buscar uma forma amigável de resolver as pendências de débitos antes de procurar a justiça.

Se você fizer uma rápida busca pela internet poderá encontrar algumas situações, não muitas, mas que são exemplificativas da necessidade de tratar uma questão como essa extrajudicialmente antes de abrir uma ação judicial.

A verdade é que já existem juízes dando causa perdida simplesmente pelo fato de não ter recorrido aos meios administrativos para resolver uma questão de saldo devedor.

 

Cobrar extrajudicialmente é resolver uma pendência administrativamente!

 

A cobrança extrajudicial também é conhecida como cobrança amigável ou cobrança administrativa, embora esses dois últimos nomes não sejam comumente utilizados.

Porém, quando você parte para o extrajudicial, ou seja, para tratar de uma questão fora dos tribunais, então está buscando as vias mais amigáveis, e tentando resolver a questão de forma administrativa.

Lembre-se que em situações como esta não são necessários os advogados e nem mesmo os juízes, dispensando-se totalmente qualquer ajuizamento de ação judicial.

A cobrança acontece partindo do Credor. Este pede ao seu setor financeiro que emita um laudo sobre a dívida. Depois, administrativamente é criada uma carta e enviada para o devedor.

Com isto pensa-se em chegar a um acordo sempre priorizando a parte considerada hipossuficiente desta relação, que é o consumidor devedor.

Justamente por esta razão que os credores, geralmente, concedem descontos vantajosos para que o consumidor possa quitar integralmente sua dívida.

 

Cobrança Extrajudicial Sem Constrangimento

 

Um fato importante que devo destacar para você é que, além de ser legal, a cobrança extrajudicial deve ser feita sem constranger o devedor.

O Código de Defesa do Consumidor, o CDC, em seu artigo 42 diz o seguinte: “Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”.

Isto só colabora com a ideia de que a cobrança extrajudicial é também uma forma de cobrar administrativamente e de forma amigável, sem ameaças ou exposição ao ridículo ou ao constrangimento.

Para evitar exageros, é essencial que a cobrança dessa maneira seja feita utilizando as cartas, os comunicados e os telefonemas, mas que tudo seja feito de forma discreta.

 

O Credor Poderá Terceirizar a Cobrança

 

Algumas empresas credoras não possuem pessoal específico para fazer cobranças e acompanhar os pagamentos. Por essa razão, contratam outras empresas terceirizando assim esse serviço.

Por esta razão você poderá receber a cobrança de outras empresas que não tem dívidas com elas. Porém, lembre-se que estão apenas intermediando a situação em busca de chegar a um acordo extrajudicial.

 

O Que Fazer Para Evitar Que Haja Uma Cobrança Extrajudicial?

 

Se você estiver com problemas relativos a inadimplência com alguma empresa, então é aconselhável você buscar um profissional que possa te guiar sobre o que fazer.

Considerando que seu saldo devedor é referente a um financiamento de veículo, então existem empresas com as quais você pode contar com consultoria em análises de contratos, como a Mais Credit, por exemplo.

Caso esteja sendo vítima de juros abusivos, seu financiamento está bastante caro o que dificulta manter em dias as prestações, então somente uma análise de seu contrato será possível descobrir se existe juros abusivos.

 

Resumindo

 

O que leva uma cobrança extrajudicial são as diversas situações de débitos. Diante do problema, as instituições credoras fazem a cobrança da dívida através de cartas ou telefonemas.

Você poderá evitar o inconveniente de receber essas cobranças, especialmente se estiver inadimplente com seu financiamento de veículo.

A Mais Credit Consultoria é uma empresa especializada em análise de contratos que busca a existência de juros abusivos impedindo você de quitar suas prestações.

Você acabou de ler sobre o que leva uma cobrança extrajudicial, onde expliquei as situações mais corriqueiras de acontecer e como você poderá evitar problemas maiores.

Espero muito que esse artigo tenha sido últil deixando você ainda mais informado! Peço que compartilhe e nos siga pelas redes sociais, no Facebook e no Instagram.

Tem alguma dúvida? Por favor, faça sua pergunta e logo vamos te responder!