Fazer a Entrega Amigável

O Que é Preciso Para Fazer a Entrega Amigável?

Posted on Postado em Dicas e Dúvidas

Mas afinal de contas, O Que é Preciso Para Fazer a Entrega Amigável? Pensando em você caro(a) Leitor(a) Trago esse artigo explicativo e tenho certeza que você vai saber como Fazer a Entrega Amigável.

 

Você já deve ter notado que aumentou bastante o número de carros circulando pelas vias do Brasil. O principal motivo para isto é que os financiamentos se tornaram mais fáceis.

 

Com isso, as pessoas têm conseguido realizar o seu sonho de ter um veículo próprio. Por outro lado, por diversas questões às vezes esse sonho chega a se revelar um pesadelo.

 

Isso acontece quando você já não consegue mais levar em dias o pagamento das prestações desse financiamento. E os motivos para inadimplência são vários, dentre eles:

 

  • A perda de emprego
  • Diversas dívidas acumuladas
  • Esquecimento
  • Cobrança de juros abusivos
  • Altas taxas administrativas
  • Doenças
  • Gastos inesperados, entre outros.

 

Para acabar de vez com esse pesadelo, então alguns bancos propõem ao consumidor a famosa entrega amigável de veículo, que na verdade, é uma ação inimiga de qualquer pessoa. Então vamos aprender como Fazer a Entrega Amigável?!

 

O Que é a Entrega Amigável De Veículo?

 

Quando você começa a ter dificuldades para manter em dias o pagamento das prestações do financiamento, então a financiadora vai entrar em contato com você e oferecer algumas alternativas.

 

Junto com isso serão feitas algumas análises para entender o real motivo da sua inadimplência. Por exemplo, se for por questões de gastos inesperados, então a financeira poderá aguardar.

 

Em algumas situações, a instituição financeira irá propor que você devolva extrajudicialmente o veículo que está em garantia, em uma forma de Fazer a Entrega Amigável.

 

É claro que ela vai te apresentar algumas supostas vantagens caso aceite a sua proposta. Uma dessas vantagens é que você terá a sua dívida quitada.

 

No entanto, é preciso analisar cuidadosamente, até porque nem sempre você terá o financiamento quitado após devolver o veículo, para Fazer a Entrega Amigável a financiadora.

 

Antes De Devolver, Entenda Isto!

 

Existem, pelo menos, dois tipos de devolução, mas agora você precisa saber algumas coisas para Fazer a Entrega Amigável, pois existem alguns tipo de entrega. A primeira delas é a parcial, e a segunda é a quitativa ou total.

 

No caso da primeira já é possível perceber que a sua dívida será quitada parcialmente com a entrega do veículo. Já a segunda, poderá significar o pagamento integral da dívida.

 

Em ambos os casos, após a entrega amigável, o veículo será leiloado. Com o dinheiro arrecadado será pago no todo, ou em parte, o débito.

 

O primeiro caso, certamente, não é vantajoso, e o segundo também poderá trazer desvantagens. Observe que na entrega amigável parcial você ficará sem o carro e ainda continuará devendo ao banco.

 

Na entrega amigável do tipo quitativa, existe a possibilidade de você perder pontos em seu score, o que vai influenciar negativamente nas próximas tentativas de fazer um financiamento ou empréstimo.

 

Leia mais sobre isso em “Score: Como aumentar seu score’ definitivamente”

 

Quer Fazer a Entrega Amigável? Então Entenda Como Funciona!

 

Se você realizou seu sonho de adquirir o veículo próprio mas encontrou dificuldades para continuar pagando em dias as prestações, então tem a seu dispor algumas alternativas.

 

A primeira delas é fazer a revisão de seu contrato (sobre isso vou falar um pouco mais no final deste artigo).

 

Outras opções é vender o veículo para quitar a dívida, ou então, transferir esta dívida para outra pessoa. E se quiser, faça conforme o seu banco lhe sugeriu: Devolva de forma amigável o veículo.

 

Caso tenha resolvido agir dessa forma, então fique ciente que você irá arcar com alguns custos. Por exemplo, posso citar os seguintes:

 

  • Custo para guinchar o veículo
  • Taxas administrativas
  • Honorários de advogados e outros
  • Comissões diversas

 

Se isto ainda não fosse o bastante, é preciso você se atentar para seguir os passos:

 

  1. Primeiramente, é necessário fechar o acordo com a instituição financeira que tem o seu veículo como garantia. Ela é quem decide se quer ou não fazer o trâmite da devolução amigável.

 

  1. Na sequência, o banco irá enviar alguém para realizar uma vistoria. Vale lembrar que o bem precisa estar em boas condições.

 

  1. O terceiro passo após a constatação da usabilidade do veículo, é você se dirigir ao cartório para fazer a transferência do veículo.

 

Sugiro que você leia nosso artigo intitulado “Como fazer a transferência de um veículo”.

 

  1. Você também terá de assinar o termo ou contrato de entrega amigável, ao mesmo tempo que confessa a dívida. Vou explicar mais abaixo sobre este documento.

 

  1. Caso tenha optado pela entrega amigável do tipo parcial, então você receberá do banco um boleto com o saldo devedor. Deverá fazer o pagamento do mesmo.

 

Este é o trâmite do que precisa para fazer a entrega amigável. Geralmente, não é demorado, e a própria instituição financeira poderá te passar mais informações, e até indicar qual cartório utilizar.

 

Enquanto Não Ocorrer o Leilão, o Que Acontece?

 

Você já sabe que independente do tipo de entrega amigável, seu veículo irá para leilão. Porém, um detalhe bem importante que eu devo destacar para você é o seguinte:

 

Após a entrega, seu veículo ficará em um pátio sob os cuidados do banco. Permanecerá neste lugar até que aconteça o leilão, e que seja de fato leiloado.

 

O que você deve se atentar é que enquanto ele estiver neste pátio, ou seja, até o momento em que ele for leiloado, você continuará inadimplente e com o nome negativado.

 

E se isto não fosse o bastante, os juros continuarão correndo, as multas também, e as cobranças não irão parar de chegar em sua residência.

 

Assinatura Do Contato De Entrega Amigável

 

É possível que a instituição financeira peça que você assine o termo ou contrato de entrega amigável. Esse documento também serve para fazer a confissão da dívida.

 

Dessa forma, esse contrato nada mais é que você reconhecendo que tem uma dívida com o banco e que deverá ser sanada.

 

Isso significa que caso não haja o pagamento da dívida, seja por não ter leiloado o veículo, ou por você não ter pago o saldo restante, o banco poderá recorrer na justiça.

 

E a Revisão Contratual?

 

Falei para você logo mais acima que algumas alternativas existem para que você possa sair do pesadelo e quitar a sua dívida do financiamento.

 

A que eu julgo mais importante não é a entrega amigável, mas sim, a revisão de seu contrato de financiamento.

 

Trata-se de uma ação extrajudicial com o apoio de especialistas. Isto é essencial para que todo o trâmite necessário seja feito da forma correta.

 

Somos uma empresa que trabalhamos há mais de 9 anos no mercado de análise contratual e de busca e apreensão de veículo.

 

Nosso intuito é criar caminho extrajudicialmente, ou seja, sem o apoio de advogados, para que você venha a quitar com descontos o seu financiamento.

 

Isto é possível porque nos debruçamos sobre seu contrato de financiamento e buscamos pelas cláusulas que cobram juros abusivos e taxas ilegais.

 

Este conjunto de encargos aumenta as suas prestações, o que certamente vai transformar em pesadelo o seu sonho de ter o próprio carro.

 

Então, não perca tempo e nem dinheiro, além disso, evite maiores dores de cabeça: Faça a análise de seu contrato e quite seu financiamento com descontos de até 70%.

 

Quer saber como isso é possível? Pegue o telefone e ligue agora mesmo totalmente grátis para o número 0800 0580 0910.

 

Tem alguma dúvida? Então fale com a gente! Utilize alguns de nossos canais, ou faça sua pergunta diretamente no espaço que reservamos para os comentários.

 

Ah, e não esqueça de nos acompanhar aqui no blog e em nossas redes sociais. Estamos postando semanalmente conteúdo de qualidade que visam te informar e trazer soluções para os seus problemas!