5 dicas para não ter o seu veículo apreendido

5 Dicas para não ter o seu veículo apreendido

Posted on Postado em Dicas e Dúvidas

Você já ouviu falar em busca e apreensão de veículo? Se sim, certamente sabe que isto é uma tremenda dor de cabeça, e se não, é melhor ficar atento às 5 dicas para não ter o seu veículo apreendido!

1. Ler o contrato integralmente é a mais importante das 5 dicas para não ter o seu veículo apreendido

É isso mesmo o que você acabou de saber: O contrato que você assina com o banco para financiar um veículo, é de fundamental importância na negociação.

Além disso, a leitura deste documento é certamente a primeira das 5 dicas para não ter o seu veículo apreendido. A princípio, você pode até não entender esta questão, mas vou te explicar!

A verdade é que o contrato de compra e venda do automóvel, ou de financiamento de um veículo em que você assina e o banco também, contém todas as cláusulas que irão reger as relações entre você e a financeira.

Isso mesmo! No contrato é aonde fica, registrados todos os seus deveres e direitos, como também os direitos e deveres do banco.

Como é um documento criado pela financeira, esta poderá agir de má fé e acrescentar cláusulas que vão contra a boa-fé pública colaborando assim por trazer desvantagens para você.

Uma dessas desvantagens certamente é a inclusão de cláusulas que preveem o pagamento de comissões e taxas extras que não devem fazer parte de um contrato como este.

Quando você ler o contrato integralmente evitará que essas taxas indevidas sejam cobradas e, dessa forma, as parcelas não ficarão tão caras e você conseguirá pagá-las normalmente.

O resultado disso é que você estará evitando que o seu veículo seja apreendido futuramente.

2. O pagamento das parcelas é necessário, por isso não deixe atrasar nenhuma delas.

Muita gente fala por aí que a partir de três parcelas vencidas o seu carro já pode sofrer busca e apreensão. Saiba que isto é verdade.

Além disso, é importante deixar claro que não é apenas a partir de 3 parcelas, visto que, se você vir atrasar pelo menos uma, nada impede que o banco ou a financiadora recorra a justiça para que seu veículo seja apreendido.

É isso mesmo! Fique atento com as parcelas e não deixe atrasar. Se isso acontecer procure negociar com o banco a melhor forma de pagamento.

Caso contrário, a financiadora irá enviar uma correspondência para sua casa fazendo a cobrança. E se você não retornar, certamente o banco juntará toda a papelada e solicitará ao juiz o mandado de busca e apreensão de veículo.

Neste caso, ao ser autorizado, o banco irá tomar de você o veículo que está em sua posse. Isto é feito mediante o trabalho de um oficial de justiça.

Esse representante da Justiça chega no local onde está o carro, apresenta o mandado de busca e apreensão, e aí então leva consigo o seu automóvel. Se for o caso, o oficial de justiça pode se apresentar com um policial.

A partir da apreensão do veículo, você terá um prazo de apenas 3 dias para efetuar o pagamento de tudo que você deve em relação ao financiamento. Além disso, você poderá usufruir de um prazo de 15 dias corridos para recorrer na justiça.

Nesse caso, você deverá contratar um advogado ou uma consultoria para brigar na justiça e receber o seu carro de volta.

Claro que isso vai ser desgastante, e já sabendo disso é que eu coloco aqui esta informação como uma das 5 dicas para não ter o seu veículo apreendido!

3. A organização financeira é essencial, por esta razão coloque seus gastos e receitas em uma planilha.

A princípio você pode não entender esta dica, mas é verdade é que uma planilha financeira irá te dar uma visão global das suas receitas e de seus gastos, e a consequência disto é que você estará se organizando financeiramente.

A organização financeira é essencial quando você deseja adquirir um veículo e não quer sofrer posteriormente um processo de busca e apreensão do bem.

Tenha em mente que se você está passando por dificuldades nas finanças, então esse não é o momento ideal para adquirir um carro. Caso esteja desejoso de fazer um financiamento veicular, então analise todos os gastos que serão necessários.

Pense que você não irá pagar apenas o valor do financiamento, ou seja, os valores que serão cobrados nas parcelas. Além disso, existem outros gastos que ocorrerão ao longo do tempo que você estiver com o veículo em sua posse.

Me refiro ao IPVA, ao DPVAT e ao licenciamento do veículo, que são valores relativamente altos e que você deverá pagar anualmente.

Além desses gastos, existem os valores com combustível e também com manutenções e troca de peças que se desgastam com o uso e o tempo, como por exemplo os pneus e as correias.

Certamente uma das grandes dicas para não ter o seu veículo apreendido é fazer um planejamento financeiro de modo a não comprometer mais do que 30% de todos as suas receitas, pois caso contrário, o que é bom poderá se tornar um grande pesadelo.

4. Carregar consigo o documento do veículo é necessário, por esta razão esteja com ele sempre atualizado.

Todo veículo possui um documento, que é o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Além desse, também existe o licenciamento que deve ser atualizado todos os anos.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, o CTB, todo motorista deverá portar este último documento enquanto se está dirigindo, independente do veículo ser uma moto, um carro ou uma scania.

É importante estar de posse do documento e que ele esteja atualizado, pois caso contrário você poderá sofrer uma grande dor de cabeça quando parar em uma blitz, isso porque o seu veículo deverá ser apreendido.

Não tenho dúvida alguma que uma das 5 dicas para não ter o seu veículo apreendido é carregar consigo o documento do carro em que conste o pagamento do IPVA e do licenciamento.

5. Conhecer os seus direitos é essencial, por esta razão procure informações acerca de seus direitos e deveres.

Em todas as relações das pessoas com as empresas existem direitos e deveres e conhecê-los é essencial em qualquer negociação, onde friso principalmente nas relações que você tiver com o banco ou a financiadora.

Isso porque estas empresas lideram as reclamações quando o assunto é se aproveitar da pouca informação que as pessoas possuem e, assim, cobrarem indevidamente taxas absurdas.

Quando você tem em mente os seus direitos, certamente irá impedir que seu veículo seja apreendido, isso porque não irar assinar contratos que trazem vantagens excessivas para o banco.

Saiba que os juros abusivos comumente cobrados pelas instituições financeiras oneram bastante as parcelas do financiamento impossibilitando o pagamento, e gerando assim, a apreensão do veículo.

Além disso, as financeiras costumam fazer venda casada em um financiamento de veículo. Por exemplo, o banco só irá liberar o valor se você adquirir o cartão de crédito ou fizer um título de capitalização ou adquirir um seguro.

Tudo isso é proibido por lei e quando você toma ciência saberá evitar que isso aconteça, e além do mais, impedirá de ter o seu veículo apreendido.

Aqui estão as 5 dicas para não ter o seu veículo apreendido! Certamente elas são de extrema importância e se lidas atentamente você irá evitar uma tremenda dor de cabeça.

Para aprender mais sobre tudo que diz respeito à busca e apreensão de veículo, sugiro que você leia as dicas do Blog

E além disso, acompanhe as dicas que postamos todas as semanas em nossa página do Facebook