3 coisas que você não sabia sobe financiamento de veículos

3 coisas que você não sabia sobre Financiamento de Veículos

Posted on Postado em Juros abusivos de financiamento

Nesse artigo falaremos de 3 coisas que você não sabia sobre financiamento de veículos que você não sabe.

Ou mesmo que conheça o termo discutido ainda não parou para relacionar a fundo.

Bom, esse é um ótimo momento para obter informações sobre financiamento de veículo, seja no caso de estar para fazer um financiamento ou se já tem o carro financiado.

Financiamento é sem dúvida uma das formas mais utilizadas pelos brasileiros para adquirir um veículo.

Tanto pela facilidade no número de parcelas, mas principalmente porque quem compra não precisa esperar para ter o veículo em mãos.

Os assuntos a seguir te ajudarão a tomar melhores decisões, prevenir decepções, e reajustar possíveis injustiças por juros abusivos, vale a pena conferir:

3 coisas que você não sabia sobre financiamento de veículos

Financiamento sem entrada

A maioria dos bancos e financiadoras não fazem a opção de financiamento sem nenhuma entrada em valor.

Mas, existem sim alguns bancos que fazem dessa forma, um exemplo é o Banco do Brasil.

É importante analisar a questão dos juros nesse caso, pois pode aumentar consideravelmente, visto que 100% do valor do veículo serão financiados.

Mas se pra você essa é a melhor opção no momento, busque os bancos que fazem financiamento sem entrada.

Depreciação do Bem

A depreciação do bem, mesmo de longe não é nenhuma grande novidade.

No entanto é um assunto que na hora da compra, na emoção ou pressa de conseguir adquirir logo o veículo, acaba ficando em segundo lugar no planejamento.

Pois bem, veículos por natureza são bens que após adquiridos, naturalmente perdem o valor de mercado, sua depreciação é inevitável.

Pensa-se por vezes, que apenas depois de muito tempo esse veículo começa a perder o valor, e isso é um fato verdadeiro.

No entanto, quando você acaba de tirar um veículo 0 km da concessionária, no tempo médio de um ano, este veículo já deprecia em torno de 20% do valor de compra.

Por isso o financiamento é algo que deve ser pensado. Não estamos falando aqui que financiamento é ruim.

Na verdade, financiar um veículo vai da necessidade e consciência de cada pessoa.

Além de ser a forma que a maioria dos brasileiros adquire seus veículos.

Porém é importante ter consciência dos valores, riscos, e possível desvalorização do bem com o tempo, o que também é natural.

Isso para que a compra seja feita de maneira inteligente.

Por exemplo, vamos supor que hoje você compre um veículo seminovo financiado, e daqui 2 anos já queira trocar.

Entenda que nessa troca é indicativo que você sempre perca mais dinheiro a cada troca de veículo.

Por isso pensar na compra sem pressão é importante. Analisar qual é o veículo que realmente você precisa ou quer.

Pois, já que vai financiar, de repente por que não escolher um carro que realmente supra suas expectativas? Mesmo que seja a primeira compra.

Pois, se for pra trocar de veículo em pouco tempo, teria valido a pena pagar respectivamente por um modelo mais novo, ou o modelo que você deseja.

Dê uma segurada nos gastos ou junte um pouco mais de dinheiro.

Valerá a pena, pois estar satisfeito com a compra fará você valorizar ainda mais o bem.

Comissão de Taxa de Retorno

A taxa de retorno é uma comissão que o vendedor recebe quando fecha a venda com o comprador.

Comumente aplicada por bancos e financeiras, a taxa de retorno é um tema que poucos consumidores tomam conhecimento de que está sendo praticada.

Mas se é apenas uma comissão que o vendedor recebe do banco, qual é o grande problema da taxa de retorno?

O fato é que quem paga essa tarifa é você que está comprando o carro!

Infelizmente o Brasil é um país onde informações importantes e de direito ao consumidor em muitos casos ficam ocultas.

Ou seja, o consumidor não é avisado sobre o que realmente está sendo cobrado.

Por isso a busca por informação ou ser parceiro de uma consultoria que atua na área é essencial.

Visto ao que é gasto com o setor de financiamento de veículo, desde a possível prática de juros abusivos à cláusulas no contrato desnecessárias.

                          + Veja também 9 direitos de proteção ao consumidor

 

Achou injusto? Com razão.

Apesar de a taxa de retorno ser uma prática que sempre existiu em financiamento de veículos, ela é considerada ilegal pelo Ministério Público.

Após o vendedor fazer a venda através de determinada instituição financeira ou banco, ou seja, quando ele te oferece as opções das instituições que podem fazer seu financiamento.

É aí que será cobrado a tarife que chega até 12% do valor do veículo.

Agora que você já viu 3 coisas que você não sabia sobre financiamento de veículos.

Olhe outros pontos importantes.

Quanto pago pela taxa de retorno?

O valor cobrado pela instituição financeira  e repassado ao vendedor é de até 12% sob o valor de compra do veículo.

O pagamento dessa taxa é diluído nas parcelas do financiamento.

Por isso, muitos consumidores não tomam conhecimento da existência das parcelas.

E nem do termo “taxa de retorno” ou ao menos sabem o que isso de fato significa.

Então preste atenção quando for fazer o financiamento e saiba seus direitos e como agir nessa situação.

Fazer a revisão de contrato de financiamento é uma solução, leia mais sobre o tema aqui.

O que devo fazer para não pagar a taxa de retorno?

Como a falta de uma legislação clara e eficiente, a situação tem favorecido bancos e financeiras que abusam de tarifas e taxas ilegais.

O melhor caminho é ter essa informação e na hora da compra saber se o vendedor está colocando taxa de retorno.

No ato você deve questionar e exigir a retirada da taxa de retorno.

Para você que já comprou o veículo, a exigência pode ser através de uma ação, com base no Ministério Público que declara ser ilegal a prática de taxa de retorno.

A restituição do valor exato cobrado indevidamente deverá ser feita pelo banco ou instituição financeira.

A prática indevida da taxa de retorno pode ocorrer em qualquer concessionária, tanto para veículos usados, seminovos e 0km.

Lembrando também que vale para automóveis, motos e caminhões.

Na institucionalização da nova regra de tarifas do Conselho Monetário Nacional (Visite o site http://www.bcb.gov.br/pt-br/#!/home).. Segue a Resolução 3.518, na data de 6 de dezembro de 2007, relata o artigo 1º, parágrafo único, inciso III

III – Não se caracteriza como tarifa o ressarcimento de despesas decorrentes de prestação de serviços por terceiros, podendo seu valor ser cobrado desde que devidamente explicitado no contrato de operação de crédito ou de arrendamento mercantil.

Fica claro que para o Conselho Monetário Nacional, a taxa de retorno não é considerada uma tarifa, mas é o pagamento de serviço realizado a terceiros.

Essa constatação da lei não inibe que a cobrança seja extinta.

Mas, uma vez esclarecida a natureza da cobrança, ou seja, que é uma espécie de pagamento por um serviço terceirizado.

Fica mais fácil de saber do que se trata e pedir a retirada.

O fato é que se você consumidor não tiver consciência dessas informações e de seus direitos, a dita “taxa de retorno” passará despercebido e você estará pagando 12% a mais no seu financiamento total.

Conclusão

Gostou do Nosso Artigo Sobre 3 coisas que você não sabia sobre financiamento de veículos?

Então, por isso, na hora da compra fique atento.

Procure uma consultoria para rever essa taxa caso você já esteja em um financiamento.

FAÇA UMA ANÁLISE GRÁTIS!

Ligue Grátis para 0800 580 0910 e Faça uma Análise Gratuita do Financiamento do Seu Veículo.

Acesse www.maiscredit.com.br e fale com um de nossos profissionais que terão o prazer em ajuda-lo.